Fogo Cruzado, com Inaldo Sampaio

Inaldo_SampaioPT antecipa ruptura com o PSB – Primeiro foi o secretário de Assuntos Jurídicos da Prefeitura do Recife, Cláudio Ferreira, depois o deputado federal Fernando Ferro: João Paulo não deve ser candidato a prefeito da capital no próximo ano porque é a carta que o Partido dos Trabalhadores tem na manga para a eleição de 2014, disseram ambos. Para o bom entendedor, basta. Esses dois petistas acham que a aliança do partido deles com o PSB do governador Eduardo Campos já deu o que tinha de dar, e deve ser encerrada em 2014.
Ainda não se sabe ao certo o que o governador está achando disso tudo, já que ele se nega, sistematicamente, a falar sobre 2012, que dirá sobre 2014. Mas se o PT está antecipando um divórcio político que estava previsto para ocorrer daqui a três anos, na prática libera o PSB para ter seu próprio candidato à prefeitura da capital nas eleições do próximo ano. O partido não tem um candidato competitivo para essa disputa. Mas pode muito bem adotar João Paulo que está doido por esta solução.
João Paulo está no aguardo de uma segunda conversa com Lula sobre a divisão do PT local. Ele se acha legitimado para ser o candidato do partido a prefeito do Recife porque ocupa o 1º lugar em todas as pesquisas de opinião, e quer o apoio do ex-presidente para barrar a candidatura de João da Costa. Como dificilmente terá este aval, porque o atual prefeito também está legitimado para disputar a reeleição, ele pode se abraçar com o PSB e antecipar o racha que Ferreira e Ferro começaram a pregar.

Eleição 1 – Ranílson Ra­mos (agricultura) já teve oportunidade de dizer numa reunião do seu partido (PSB) que a eleição de 2014 será de dois turnos. Ele prevê na disputa um candidato do PSB (Fernando Bezerra), um do PTB (Armando Monteiro) e outro do PT (Humberto Costa).

Eleição 2 – Dos três pré-candidatos a governador, quem mais viaja pelo Estado para se manter próximo das bases é Armando Monteiro. Ele não quer repetir o erro de Mansueto de Lavor, que ficou tanto tempo longe das bases que quando voltou ao interior ninguém o conhecia mais.

O atraso – Embora tenha sido o único país da América do Sul a fazer a transição do regime autoritário para o regime democrático de forma pacífica (na Ar­gentina há militares graduados mofando na prisão), o Brasil está sendo um dos últimos a instituir a “Comissão da Verdade”. O Chile teve a ditadura mais sangrenta do continente, criou a sua “Comissão” e nada aconteceu.

O viajante – Em suas últimas férias na Europa, o prefeito de Limoeiro, Ricardo Teobaldo (PSDB), rodou três mil quilômetros em carro alugado apenas na Alemanha. Ele costuma viajar para o exterior duas vezes ao ano e prefere alugar carro a deslocar-se de ônibus ou de trem. O passeio desta vez teve uma companhia agradável: Sérgio Guerra, a quem o prefeito se vincula.

O oitentão – O ex-deputado Oswaldo Coelho, que completa hoje 80 anos, está sem herdeiro na política. O filho, Guilherme, que já foi duas vezes prefeito de Petrolina, não quis ser candidato a deputado federal em 2010, dando a entender que sua colaboração à vida pública se encerrou.

Parabéns – A Casa do Estudante de Pernambuco, que completa hoje 80 anos, vai homenagear o ex-diretor da Phillips na América Latina, Marcos Magalhães, que de todos os seus ex-sócios foi quem mais se projetou. Ele nasceu em Sertânia de onde é oriundo outro ex “xepeiro” ilustre: o engenheiro Mozart Siqueira, ex-presidente da Chesf e atual diretor do grupo Cornélio Brennand.

Pode entrar – O PTB não fará nenhuma objeção à entrada do vereador Vi­cente André Gomes (ex-PCdoB) nos quadros do partido, caso ele seja mesmo rejeitado nas legendas nanicas. O PSB também não se oporia, mas deixaria insatisfeitos os vereadores João e Marília Arraes, que têm menos votos do que ele.

O conflito – O PP-PE aparentemente está unido em torno dos seus líderes Pedro Corrêa Neto (ex-deputado) e Severino Caval­canti (prefeito de João Al­fredo), mas nota-se uma pequena pendenga na Câmara Federal: Roberto Teixeira muito próximo do ministro Mário Negromonte e Eduar­do da Fonte, distante.

Inaldo Sampaio
E-mail: inaldo@inal­do­sam­paio.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *