Obra da Arena Pernambuco gera milhares de empregos no Estado

Atualmente, 1.287 trabalhadores estão envolvidos na construção do moderno estádio e, até dezembro, serão 2.150 pessoas

Da Redação do pe360graus.com

Reprodução / TV GloboAntes da bola rolar na Arena Pernambuco, em construção na cidade de São Lourenço da Mata, só existe uma palavra de ordem: trabalho. O local é um verdadeiro canteiro de obras que congrega milhares de trabalhadores. Todos têm uma única obrigação, que é a de levantar, até junho de 2013, o mais novo e moderno estádio de futebol pernambucano.
As obras da Arena reúnem 1.287 trabalhadores. Gente que se preparou em cursos de qualificação profissional para voltar ao mercado de trabalho a exemplo do auxiliar de cozinha Iraquitan Honório. Depois de 14 anos desempregado, ele teve a carteira assinada aos 45 anos.
– Vale muito, né. É importante para mim, para minha família e para as pessoas que não acreditavam em mim – diz, orgulhoso.
Iraquitan foi contratado há apenas duas semanas. Em breve, ele terá novos companheiros de trabalho. A estimativa é que até dezembro as obras da Arena congreguem 2.150 funcionários. Há empregos em diversas áreas. A engenheira Cíntia Melo, 27 anos também integra o grupo de operários da Arena.
– É uma obra que tem uma importância não só pela infraestrutura, mas traz felicidade para todos.
Caso o Recife seja escolhido como uma das sedes da Copa das Confederações (o anúncio será feito em 20 de outubro), os trabalhos na Arena deverão ser intensificados. Nesse caso, o estádio precisa estar concluído no final de 2012. Por conta dos curtos prazos, não é à toa que há pessoas trabalhando nas obras nos três turnos.
– Se Pernambuco for agraciado com essa boa notícia, rapidamente nós poderemos rever e combinar com o governo do Estado para ampliar o ritmo – informa o diretor de contrato da Arena, Bruno Dourado.
CIDADE DA COPA
Porém, a necessidade da mão-de-obra não chegará ao fim com a conclusão da Arena Pernambuco. A área no entorno do estádio vai abrigar a Cidade da Copa, um grandioso complexo com hotéis, centro de convenções, shopping center, escolas, campus universário e cinco mil unidades residenciais.
Toda essa infraestrutura, cujo prazo de conclusão é 2025, vai demandar um imenso contigente de trabalhadores.
– Estamos trabalhando com quatro pilares fundamentais. o pilar da moradia,  o pilar do entreterimento, o pilar do aprendizado e o pilar do trabalho pra que as pessoas  não tenham a necessidade de sair deste destino, conta o presidente do Consórcio Arena, Marcos Lessa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *