Bagunça no PMDB de Caruaru

Pré-cadidato à Prefeitura de Caruaru, Rivaldo Soares precisou  encontrar-se com o executiva nacional do PMDB para tentar garantir sua candidatura. Isso porque a condução do PMDB em Caruaru é objeto de discussão judicial, já que por indicação da executiva estadual da legenda foi nomeada uma comissão provisória, o que não foi visto com bons olhos pelo ex-presidênte Reginaldo França, que foi reivindicar, e conseguiu, na justiça, o antigo posto.
Em Brasília, Rivaldo Soares se encontrou com o secretário geral do partido, Mauro Lopes. O caruaruense foi levar à cúpula do PMDB reclamações sobre a condução do partido na cidade e a indicação de um ex-DEM para a direção da comissão provisória.
Ainda na reunião, Rivaldo entregou ao secretário geral do PMDB, um documento protocolado em 31 de maio deste ano, na sede do PMDB de Pernambuco, comunicando o desejo de se candidatar a prefeito de Caruaru pelo PMDB. Do secretário Mauro Lopes, Rivaldo Soares recebeu a cópia de uma ata da reunião extraordinária da Comissão Executiva Nacional do PMDB, datada de 06 de julho de 2011, em que determina a “obrigatoriedade de candidatura própria do PMDB, nos municípios com mais de 200 mil habitantes”, o que deixou o postulante de Caruaru, segundo ele, tranqüilo quanto a sua pré-candidatura.

Fonte: Blog do Jamildo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *