Para Mendonça Filho, Frente Popular não dura até as eleições

FCO clima tenso na Frente Popular antes mesmo dos anúncios e composições das chapas para 2012 tem provocado grande desconfiança sobre a continuidade da aliança. Para o deputado federal Mendonça Filho (DEM), ela não deve chegar sequer a junho de 2012, mês das homologação das candidaturas. Mendonça acredita que a Frente Popular já “saturou”:

“Cresceu tanto que saturou. É gente de mais para espaço de menos. A tendência é que não haja a unidade para eleições dos prefeitos. Vislumbro um cenário de dificuldades”, declarou o democrata.

O racha, ainda segundo Mendonça, é natural e positivo para a democracia.

“Graças a Deus, a própria natureza da evolução política faz com que grupos comecem a ter perda de substância. Para a democracia é positivo. Com a separação desses partidos reabre espaço para a oposição. Quando não existe esse espaço é praticamente uma ditadura branca”, disse Mendonça que, em outras oportunidades, já criticava o rolo compressor promovido pelo governador Eduardo Campos.

O deputado federal, atribui os desentendimentos à disputa pelas maiores cidades do Estado, onde cada partido que compõe a Frente Popular já é protagonista. Como Olinda, do PC do B; em Recife, o PT; em Caruaru, o PDT; etc.

“É pelo protagonismo nessas grandes cidades que estão todos disputando. É cada um se cacifando para 2012”

Blog do Jamildo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *