Guerra sobre Lupi: Acho tudo constrangedor

O presidente nacional do PSDB não poupou o governo federal de uma saraivada de críticas quando foi questionado, nesta sexta-feira (2) sobre a permanência do ministro do Trabalho, Carlos Lupi, no cargo.
“Acho tudo constrangedor. O fato concreto é que pessoas que sofrem acusações duras e que não conseguem responder com brevidade, com eficiência, devem deixar o governo e dar explicação sobre as acusações que recebem fora do governo. É um constrangimento geral. Alguém acusado deve sair do lugar onde está e se defender na planície”.
O tucano voltou a falar de constrangidmento ao se referir aos cinco ministros que já deixaram suas pastas este ano. “É muito constrangedor. Muitos deles já vêm como ministro desde o governo anterior. A presidente da República os conhece”, criticou. “Não é desmoralização da presidente ou do Lupi. É da democracia. É das instituições”.
Sérgio Guerra criticou a distribuição de ministérios por critérios partidários. Apontou nomeações como a de Pedro Novais, para Turismo, como equivocadas por não haver qualquer sintonia entre o indicado e a pasta. Ao ser lembrado que o economista José Serra foi ministro da Saúde durante o governo de Fernando Henrique Carodoso, o presidente saiu em defesa do tucano.

Blog do Jamildo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *