Humberto Costa diz que PT sofre perseguição e que nova denúncia contra Lula é inepta

Agência Senado – O senador Humberto Costa (PT-PE) afirmou nesta terça-feira (27) em Plenário que a denúncia ajuizada pelo Ministério Público Federal de São Paulo contra o ex-presidente Lula não deverá ser aceita pela Justiça Federal.

Pela denúncia, Lula agiu em favor de uma empresa de construção em negócios na Guiné Equatorial. Em troca, ele teria recebido R$ 1 milhão por meio de suposta doação ao Instituto Lula. E tudo isso após ter deixado a presidência da República, acrescentou o senador.

Humberto Costa afirmou que o documento foi elaborado por seus autores, sem que houvesse o cuidado de se ouvir o que tinha a dizer o ex-presidente Lula quanto aos fatos de que é acusado.

Esse fato mostra a parcialidade de quem acusa, além de configurar o desrespeito princípios básicos, como o devido processo legal e a presunção de inocência, lamentou Humberto Costa.

— Há de fato, uma verdadeira sanha persecutória contra o PT e suas lideranças, que tomou contornos muito especiais ainda durante as eleições, quando delações mentirosas foram liberadas com muito estardalhaço para a imprensa por um juiz que trocou a toga pelo governo do candidato vencedor — afirmou o parlamentar, referindo-se ao ex-juiz federal Sérgio Moro, que foi responsável pelos processos da Lava Jato, e aceitou o cargo de ministro da Justiça no governo de Jair Bolsonaro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *