Inscrição para mestrado em Educação Profissional começa neste sábado (2)

São oferecidas 906 vagas em todo o Brasil. Dessas, 24 são no IFPE Olinda  

As inscrições para o Programa de Pós-Graduação em Educação Profissional e Tecnológica (ProfEPT) começam neste sábado (2) e seguem até o dia 7 de março. O mestrado oferecido em rede, na modalidade profissional, disponibiliza 906 vagas em todo o Brasil. Dessas, 24 são ofertadas no Campus Olinda do Instituto Federal de Pernambuco (IFPE). Metade das vagas é destinada à ampla concorrência e a outra metade, reservada para servidores dos institutos federais. Há ainda cotas para negros, pardos, índios e pessoas com deficiência.

As inscrições devem são feitas online pelo endereço https://profept.selecao.net.br/.  É cobrada uma taxa de R$ 70 que pode ser paga até o dia 8 de março. Os candidatos que não tiverem condições financeiras poderão solicitar isenção no período de 2 a 11 de fevereiro. Eles deverão estar inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico).

A seleção será realizada por meio do Exame Nacional de Acesso que contará com 50 questões de múltipla escolha. A prova será aplicada no dia 5 de maio. O conteúdo – que envolve questões como conceitos da educação profissional, metodologia de pesquisa e teorias e práticas do ensino aprendizagem – pode ser conferido no edital. Na seleção, não é exigido projeto de pesquisa nem realizadas entrevistas.

As datas de matrícula para os aprovados serão divulgadas posteriormente, durante a seleção. As aulas, com início previsto para agosto de 2019, ocorrerão sempre às sextas-feiras, no Campus Olinda do IFPE. Esclarecimentos adicionais poderão ser obtidos através do e-mail  profept.mestrado@olinda.ifpe.edu.br

O ProfEPT é oferecido na modalidade semipresencial e  reconhecido pela Coordenação de  Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) do Ministério da Educação. O  curso tem como objetivo proporcionar formação em educação profissional e  tecnológica, visando tanto a produção de conhecimento como o desenvolvimento de produtos, por meio da realização de pesquisas que integrem os saberes inerentes  ao mundo do trabalho e ao conhecimento sistematizado pertinentes à educação profissional de nível básico ou em espaços não-formais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *