FormaSUS-PE oferta novas 114 bolsas integrais para estudantes da rede pública

O programa teve seu edital lançado nesta quarta-feira, pelo governador Paulo Câmara, com vagas para cursos superiores na área de saúde, incluindo medicina, em instituições privadas de ensino

Mais oportunidades de formação profissional para jovens pernambucanos da rede pública. É o que garante o Programa de Formação do Sistema Único de Saúde (FormaSUS-PE) 2019. A partir de amanhã (23.05), serão ofertadas 114 novas bolsas integrais de estudo em dez cursos de graduação em saúde de 15 instituições privadas de ensino. O edital do processo seletivo, lançado pelo governador Paulo Câmara nesta quarta-feira (22.05), é destinado a estudantes da rede pública de ensino do Estado ou bolsistas integrais da rede particular. Ao todo, o Governo de Pernambuco vai investir R$ 7,5 milhões. As inscrições seguem até 12 de junho pelo site: formasus.pe.gov.br, e o resultado final será divulgado no dia 10 de julho.

“O FormaSUS é um programa importante porque oportuniza ao jovem que estudou na escola pública, ou foi bolsista na rede particular, cursar uma universidade com bolsa de estudo. Um importante incremento nessa área tão essencial que é a saúde. Este ano são 114 bolsas para diversas áreas de atuação, o que vai nos ajudar, a cada ano, a formar mais gente, visto que a demanda na saúde é muito grande. Por isso, precisamos ampliar serviços e parcerias como essa, que nos ajudam a ter melhores condições de atender a população”, destacou o governador, que estava acompanhado da vice, Luciana Santos.

As bolsas integrais estão distribuídas entre instituições de ensino superior localizadas em seis municípios pernambucanos: Recife, Olinda, Caruaru, Nazaré da Mata, Vitória de Santo Antão e Belo Jardim. Este ano, o FormaSUS-PE ampliou em 10% o número de bolsas disponíveis em cursos superiores, passando de 104, em 2018, para 114. Ao todo, são 12 vagas para cursos de medicina, 73 de enfermagem, 3 de biomedicina, 4 de farmácia, 13 de fisioterapia, 2 de nutrição, 2 de odontologia, 1 de tecnólogo em radiologia, 1 de psicologia e 3 de serviço social. As bolsas integrais são uma contrapartida das instituições de ensino privadas, que utilizam as unidades da rede estadual de saúde como campo de estudo e prática para a formação de seus estudantes.

O secretário estadual de Saúde, André Longo, explicou como será o processo de inscrição. “As pessoas devem acessar o site e conhecer as regras para cadastro. Essas 114 vagas são para cursos de nível superior, então será utilizado como critério de entrada o resultado da prova do ENEM”, salientou o gestor, reforçando que o período de matrícula dos aprovados no edital está previsto para os dias 16,17 e 18 de julho. “A gente espera que esses alunos formados possam retribuir depois, retornando para trabalhar na rede estadual de saúde, contribuindo para que possamos ter um melhor atendimento para a população”, completou André Longo.

HISTÓRICO – O FormaSUS-PE foi instituído como programa por meio da Lei 15.065, de 04 de setembro de 2013. Desde então, o Governo de Pernambuco já ofertou, nos editais anteriores, um total de 1.454 bolsas integrais de estudo, sendo 700 para cursos de graduação e 754 em cursos técnicos. O Programa de Formação do Sistema Único de Saúde de Pernambuco tem por objetivo a oferta de bolsas integrais de estudo na área de saúde em instituições privadas de ensino superior e de ensino técnico para alunos que cursaram todo o ensino médio no Estado de Pernambuco em escolas públicas ou em escolas particulares na condição de bolsista integral.

O programa surgiu da necessidade de regulamentar a contrapartida, por parte das instituições privadas, à rede estadual de saúde, que oferece mais de 3 mil vagas de estágio curricular obrigatório aos alunos. A cada dez vagas que uma instituição privada solicita para estágio curricular na rede estadual de saúde, uma bolsa integral é criada para alunos da rede pública, equivalente a 10%. O próximo edital para os cursos técnicos será lançado em 2020.

Édmo Ferreira, egresso do FormaSUS, se formou como tecnólogo em Radiologia através do programa e já está inserido no mercado de trabalho. Hoje, após anos de dedicação, o jovem é grato pela oportunidade e deseja que cada vez mais pernambucanos tenham acesso ao FormaSUS. “Quando terminei o ensino médio, eu não tinha condições financeiras de iniciar um curso superior, e esse era o meu sonho, principalmente na área de saúde. Graças ao Programa FormaSUS eu consegui me formar e, hoje, trabalho no Hospital da Restauração e na Prefeitura de Passira. Essa é uma forma de retribuir a oportunidade que me foi dada”, disse.

Presente ao evento, o vice-presidente do Sindicato das Instituições Particulares de Ensino Superior de Pernambuco (Siespe), Antônio Maciel, ressaltou a importância e a necessidade da iniciativa. “Nós acreditamos na grandeza e no alcance do Programa FormaSUS. Ele é um exemplo para o Brasil. Nesse programa, ganham os alunos por receber a bolsa integral de estudos, que na maioria da vezes é a única oportunidade que o estudante tem de ingressar na área, e ganham as instituições de ensino superior, que ampliam as oportunidades de estágio. Mas o maior beneficiário do programa é a população pernambucana, que receberá profissionais de excelente formação e conscientes da importância do SUS para a sociedade”, cravou.

Participaram da solenidade, realizada no Palácio do Campo das Princesas, as deputadas estaduais Roberta Arraes e Simone Santana; os secretários Antônio Carlos Figueira (Assessoria Especial), Ana Callou (Mulher, em exercício); a coordenadora geral do Núcleo do Ministério da Saúde em Pernambuco, Kamila Correia; o assessor especial Iran Costa; os secretários executivos da Saúde Ricarda Samara (Gestão do Trabalho e Educação em Saúde) e Cristina Mota (Atenção em Saúde), e o coordenador acadêmico da FPS, professor Gilliat Falbo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *