Romance de espionagem aborda a crise energética mundial


Jogo de Cena (Cepe Editora) ganha lançamentos no Recife, João Pessoa (PB) e Paraty (Rio de Janeiro)

A pequena cidade de Mangueirinhas, interior de Pernambuco, nunca mais voltou a ser a mesma desde que o suposto suicídio do boticário francês Michel Simon, seguido por violentos assassinatos atribuídos a seres do folclore, abalaram a tranquilidade dos dias, colocando a população à beira da histeria coletiva. Os crimes, acrescidos de doses de misticismo religioso, alquimia, contrabando de minério, organizações secretas e seus interesses escusos, além de um sigiloso projeto de fusão nuclear, alimentam e dão ritmo à narrativa do livro Jogo de Cena, romance de espionagem da escritora Andrea Nunes. Apresentado em maio durante a sexta edição da Primavera Literária Brasileira (Portugal), o título já tem lançamentos programados para Recife (6 de junho, às 19h, no Museu do Estado de Pernambuco), João Pessoa (14 de junho, na Livraria Leitura, às 17h) e na 17ª edição da Festa Literária Internacional de Paraty- Flip (11 de julho, na Casa Paradxs, às 16h).

Jogo de Cena é o terceiro título de Andrea Nunes, uma das poucas escritoras brasileiras a enveredar pelo gênero do suspense – pouco menos de 30 mulheres no radar da Associação Brasileira de Escritores de Romance Policial e Terror (Aberst). Autora de outros dois títulos que seguem a mesma linha, O Código Numerati – conspirações em rede (2010) e A corte infiltrada (2014), a autora investe em temáticas contemporâneas referenciando fatos em seu texto ficcional.

Em seu mais recente livro, o esgotamento das reservas de petróleo e o mais arrojado projeto de pesquisa de fusão nuclear hoje curso (capaz mudar a matriz energética mundial) inspiram a trama ambientada no Agreste pernambucano, Recife e França.

Como protagonistas, Alexandra, delegada de Mangueirinhas, e seu irmão indireto, o historiador Pedro, tentam desvendar os sucessivos crimes – surpreendentemente conectados – a partir de pistas deixadas por Michel Simon em um livro secreto. Em uma teia de intrigas, ação e espionagem, o romance mergulha nos mistérios da alquimia (e a busca pela Pedra Filosofal) e na tecnologia de ponta, apresentando como personagens instituições conhecidas dos leitores, como o Sistema Brasileiro de Inteligência, a Eletronuclear, o Centro de Fusão Nuclear Experimental (Iter, na França) e a obscura Skull and Bones, que tem entre seus membros ex-presidentes dos Estados Unidos e da CIA. No cerne de toda a história, o Brasil e soberania nacional.

Paraibana radicada em Pernambuco, Andrea Nunes é promotora de Justiça do Ministério Público do Estado especializada no combate à corrupção. É membro da Academia Feminina de Letras e Artes da Paraíba e também autora dos livros O Diamante cor-de-rosa (infantojuvenil), O épico papel crepom (romance), Terceiro setor, controle e fiscalização (jurídico), além dos já citados A Corte Infiltrada e O Código Numerati (romances policiais).

Junho: Recife

Quando: 06 de junho, quinta-feira

Onde: Museu do Estado de Pernambuco (Mepe)

Horário: 19h

Endereço: Avenida Rui Barbosa, 960, Graças

Junho: João Pessoa

Quando: 14 de junho, sexta-feira

Onde: Livraria Leitura do Maira Shopping

Horário: 17h

Endereço: Avenida Governador Flávio Ribeiro Coutinho, 805, Manaíra, PB.

Julho: Flip 2019

Quando: 11 de julho, quinta-feira

Onde: Casa literária Paradxs

Horário: 16h

Preço do livro: R$ 40,00 (livro impresso) e R$ 12, 00 (e-book)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *