O QUE EU NÃO SEI SOBRE MIM ME CONTROLA.


Daí a importância de falar, de nomear sentimentos, emoções, angústias. Os monstros e fantasmas internos, quando nomeados, não assustam como antes.

Feridas  tratamos  com um curativo.Quando sofremos uma ferida, a primeira coisa que fazemos é tratá-la.Quando estamos mais calmos, começamos a limpar  com os medicamentos certos. Nós não a tapamos e esquecemos , porque sabemos que assim não vai se cicatrizar. E, além disso, ficamos um tempo verificando-a até que ela finalmente se cure. A mesma coisa acontece com qualquer tipo de ferida emocional.

Todos nós temos feridas emocionais. As feridas emocionais são todas os sentimentos, pensamentos, dores  e maneiras de agir que nasceram em um ou em vários momentos dolorosos da nossa vida e que não conseguimos superar ou aceitar. Nós nos convertemos em encarcerado dessas emoções nos mantendo em uma prisão fictícia. Quando  esquecemos das nossas feridas, elas acabam fazendo parte do nosso inconsciente e influenciando  o nosso estado emocional e o nosso comportamento. No nosso interior, começam a habitar carências afetivas que se originaram na nossa infância, mas que despertam e/ou são avigoradas quando não as cuidamos.

Inseguranças, medos, ciúmes, posse,agressividade… É como se a vida procurasse enviar sinais que vão marcar o caminho que você precisa percorrer para desenvolver. Se você não os analisar e não ligar para as informações que são fornecidas, não vai crescer – ou vai evoluir muito lentamente – e seus vínculos serão muito frágeis. Por isso, os afetos que mantemos com os outros, Nosso bem-estar envolve transformar essas emoções e esses modos de pensar em autoconhecimento, de maneira que nos sirvam como impulso para superar a nós mesmos todos os dias.

Até a próxima,bem próxima.

Precisa de ajuda? Entre em contato.

Psicanalista Ana Gonçalo.

 

Contatos para consultas: (81) 993570145

Pelo e-mail  anacgcp@gmail.com

Instagram  @psicanalista_anafreud

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *