Economia

[Economia][bsummary]

Escada

[Escada][bigposts]

Mata Sul

[Mata Sul][twocolumns]

Educação

[Educação][bsummary]

Aplicativo ajuda a mapear zonas com focos do Aedes aegypti

Usuários fotografam e informa para a administração municipal os locais com possíveis criadouros do mosquito

LeiaJá
Aplicativo permite mapear focos do mosquito Aedes aegypti
A Prefeitura de Moreno, na Região Metropolitana do Recife (RMR), convoca os moradores do município a atuarem como fiscais de pontos de proliferação do mosquito Aedes aegypti através do aplicativo Sem Dengue. Através da ferramenta para smartphones, é possível identificar pontos que tenham água parada e enviar as informações à administração pública rapidamente. 

Para fiscalizar, os cidadãos devem enviar foto, localização e descrição da ocorrência. Essas informações serão monitoradas pelo sistema de gerenciamento da rede social Colab.re, para que os agentes endêmicos possam ir ao foco do mosquito.

Após a visita, o cidadão receberá respostas por meio de notificações via aplicativo e e-mail sobre a ação da administração pública. O aplicativo é gratuito, está disponível para sistema Android, em breve para iOS, e não necessita de cadastro prévio.

"Moreno é uma cidade com uma extensão territorial expressiva e tem localidades de difícil acesso, o que torna o trabalho de porta em porta dos nossos agentes um tanto demorado. Com essa ferramenta, cada cidadão se torna um fiscal da sua própria localidade, dando, assim, agilidade nas intervenções necessárias no combate ao mosquito" conta o prefeito de Moreno, Adilson Gomes Filho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

TV Escada News