Economia

[Economia][bsummary]

Escada

[Escada][bigposts]

Mata Sul

[Mata Sul][twocolumns]

Educação

[Educação][bsummary]

Após ano de difícil crise em todo Brasil, Prefeitura de Escada equilibra as contas

Após uma ano de muitas dificuldades fiscais e atrasos, a prefeitura de Escada consegue equilibrar as contas


O ano de 2015 em Escada foi marcado pela forte crise que assolou o Brasil e o município, o lapso nas contas do governo municipal trouxe transtornos aos mais diversos setores da cidade, mesmo com uma arrecadação passando da casa dos 80 milhões de reais, a administração teve dificuldades de honrar compromissos com o pagamento da folha e com os fornecedores, os primeiros seis meses do ano passado vivendo em forte desequilíbrio foi o suficiente para derrubar a avaliação do governo e desorganizar a vida de grande parte dos funcionários públicos, tanto efetivos como contratados e comissionados.
A partir do segundo semestre de 2015 a prefeitura começou a adotar planos de ação para a chamada "Agenda negativa", o corte no número de funcionários contratados e a diminuição de 20% nos salários dos comissionados foi a solução imediata para o cumprimento da LRF (Lei de Responsabilidade Fiscal) que antes vinha sendo fortemente descumprida, com medidas de contenção de despesas a prefeitura de Escada conseguiu iniciar 2016 com as contas em fase de organização, pois estão sendo pagos os salários atrasados e não houve mais atraso de pagamento dos funcionários, contratados, efetivos e comissionados.
Além disso o governo vem dando sinais de melhoras pois o Hospital Regional voltou a seu funcionamento, e já atende a população com médicos e medicamentos 24 horas como foi em 2013 e 2014, o SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) voltou a atender a população, e algumas obras pontuais como a reforma de algumas praças e calçamento de algumas ruas estão previstos ainda para o primeiro semestre de 2016.
Com essas ações emergenciais o governo começa a dar sinais vitais a cidade novamente, e a população começa a sentir a diferença das medidas adotadas para conter o impacto da crise.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Coluna - A Voz do IHAAGE

[A Voz do IHAAGE][twocolumns]

TV Escada News