Header Ads

Vado da Farmácia e vereador suspeitos de corrupção

Do G1/PE


O ex-prefeito do Cabo de Santo Agostinho, José Ivaldo Gomes (PTB), conhecido como Vado da Farmácia, e o vereador José Feliciano de Barros Júnior (PMN), o Cianinho, serão investigados pela Procuradoria-Geral da República sob suspeita dos crimes de corrupção ativa e passiva, que preveem pena dois a 12 anos de prisão, além de multa. Os dois políticos pernambucanos integram a lista do ministro Luiz Edson Fachin, relator da Operação Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), que reúne políticos com foro privilegiado que vão ser alvos de inquérito.


Ambos são suspeitos de terem recebido recursos ilícitos repassados pelo grupo Odebrecht. Segundo o depoimento de dois delatores, Djean Vasconcelos Cruz e Paul Elie Altit, Vado da Farmácia recebeu, em 2012, R$ 150 mil para a campanha eleitoral à Prefeitura do Cabo de Santo Agostinho, município localizado na Região Metropolitana do Recife. As transações teriam sido realizadas a pedido do próprio candidato com objetivo de favorecimento no empreendimento Reserva do Paiva.


Também é alvo da investigação o pagamento de R$ 750 mil a Vado da Farmácia e a José Feliciano no ano de 2014, tendo como contrapartida ao Grupo Odebrechet a desoneração fiscal junto à Prefeitura do Cabo, entre outras vantagens no projeto Praia do Paiva. Os valores teriam sido repassados pelo Setor de Operações Estruturadas, sendo o beneficiário identificado com o apelido 'Bolsas'.


Respostas


Por meio de nota, Vado da Farmácia negou ter recebido qualquer recurso de forma ilícita para a campanha eleitoral de 2012. “Todas as doações foram feitas legalmente, de acordo com a legislação, e as contas foram aprovadas pela Justiça Eleitoral”, ressalta o texto.


Ainda no documento, o ex-prefeito do Cabo de Santo Agostinho afirmou que “o coordenador da sua campanha e o responsável pela arrecadação de recursos foi o atual prefeito do Cabo de Santo Agostino, Lula Cabral (PSB), também seu ‘padrinho’ político naquela eleição”. Vado da Farmácia destacou ainda que está à disposição da Justiça para fazer os esclarecimentos necessários.


O vereador Cianinho disse que estava surpreso com a citação na lista de supostos beneficiários do esquema de propinas da empreiteira Odebrecht e afirmou que atuou na gestão de Vado da Farmácia como procurador do município do Cabo de Santo Agostinho, mas negou ter recebido qualquer quantia irregular.


Por telefone ele disse, no fim da manhã desta quarta-feira (12), que vai procurar saber o teor da denúncia. Segundo ele, como procurador do município não tinha acesso a pagamentos feitos pela gestão municipal. O parlamentar disse que mantém padrão de vida de acordo com os ganhos e que nunca teve envolvimento com os supostos milhões. Ele justificou que deixou a administração do ex-prefeito Vado da Farmácia por não concordar com as diretrizes políticas.

5 comentários:

  1. Wholesale Prices Viagra Cialis 20 Mg Para Que Sirve [url=http://buysildenaf.com]generic viagra[/url] Buy Bupropion From India 500 Milligrams Of Amoxicillin And Elderly

    ResponderExcluir
  2. buy brand name accutane Vademecum Cialis Glaxomed Zithromax Buy [url=http://euhomme.com]cialis 5mg best price[/url] Amoxicillin Directions

    ResponderExcluir
  3. Effectiveness [url=http://cialisong.com]cialis cheapest online prices[/url] Celexa

    ResponderExcluir
  4. Cheapest Propetia No Script Canada [url=http://cialisan.com]cialis price[/url] Ou Acheter Kamagra En France Acheter Cytotec En Pharmacie

    ResponderExcluir
  5. Levitra Ohne Rezept Online Kaufen Viagra Alle Erbe Ultimate [url=http://buycheapciall.com]cheap cialis online[/url] Jelly Kamagra

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.