Economia

[Economia][bsummary]

Escada

[Escada][bigposts]

Mata Sul

[Mata Sul][twocolumns]

Educação

[Educação][bsummary]

Raul Henry reúne diretório estadual do PMDB contra entrada de FBC na sigla

Encontro contou com cerca de 150 peemedebistas, na sede do partido, em defesa da integridade política do partido em Pernambuco


Convocado pelo presidente do PMDB PE, Raul Henry, o Diretório estadual da sigla esteve reunido na manhã de hoje (12), na sede do partido, para deliberar sobre o ingresso turbulento do senador Fernando Bezerra Coelho, que se filiou à legenda na última quarta-feira (6).


De acordo com Henry, que já havia se reunido com o deputado federal Jarbas Vasconcelos e com a executiva estadual, no domingo (10), o sentido do encontro de hoje, que reuniu cerca de 150 peemedebistas de várias regiões do Estado, é demonstrar unidade. “O Diretório é o órgão máximo de uma legenda, já que abrange mais membros do que a comissão executiva, e uma luta política como essa, a gente precisa travar tendo convicção de que tem a unidade do partido em torno da nossa posição”, pontuou o presidente da sigla.


Reiterando o discurso de unicidade de Raul, o deputado estadual Gustavo Negromonte, filiado à sigla há 26 anos, disse ter orgulho de integrar o PMDB de Pernambuco e fez críticas à executiva nacional da legenda e ao senador FBC. “O PMDB PE esteve junto nos bons e maus momentos do partido, nacionalmente. É um PMDB que viveu os anos de “chumbo” e que não enriqueceu no poder como aqueles que adornam a fotografia de quem quer chegar pulando a janela do nosso partido. Por isso, nós estamos ao lado de Jarbas Vasconcelos e de Raul Henry para dizer que não aceitamos a chegada de intrusos na nossa casa”, defendeu Negromonte.


O prefeito de Toritama, Edilson Tavares, lembrou da última convenção estadual da legenda, realizada em julho deste ano, quando foi eleito o atual Diretório, e manifestou indignação pela forma arbitrária como FBC se filiou ao partido. “Não imaginava nunca que fosse possível termos um Diretório constituído, já que há alguns dias atrás estávamos na eleição, e, de uma hora para outra, se desmancha, se intervém e se joga fora. Me parece que as pessoas ainda não perceberam que o Brasil está mudando, que a política está tomando outro rumo”, ponderou Tavares.


Na ocasião, o deputado estadual Tony Gel e o secretário-adjunto do PMDB PE, Murilo Cavalcanti, fizeram um apelo aos membros do Diretório para que fosse feita uma delegação a Raul Henry, na condição de presidente do partido no Estado, para que ele possa conduzir as tomadas de decisão sobre o assunto. A proposta foi acatada por unanimidade.


Raul, inclusive, estará em Brasília, amanhã (13), para se inteirar da decisão que a Executiva Nacional tomará em relação ao Diretório pernambucano. “Vamos defender que o nosso partido mantenha sua integridade política em Pernambuco. Que não tenha sua história violentada, usurpada. Que mantenha o seu Diretório estadual como foi eleito: contemplando todas as forças políticas do PMDB no Estado”, afirmou Henry.


Ao final da reunião, o presidente estadual da sigla fez, ainda, a leitura de uma carta intitulada “Exigimos Respeito!”, elaborada pela executiva estadual e aprovada por todos que compõem o Diretório.


Leia na íntegra:


EXIGIMOS RESPEITO!


A história do PMDB de Pernambuco começou em 1966, quando foi fundado como MDB. Nesses mais de 50 anos de trajetória, nosso partido caracterizou-se pela combatividade, pela resistência ao autoritarismo, pela postura republicana na relação com o patrimônio público e pela defesa dos interesses do povo.


A síntese dessa história e desses valores materializa-se em um nome: o do ex-governador Jarbas Vasconcelos. Jarbas foi fundador do MDB e do PMDB. Foi também seu presidente estadual e nacional, companheiro leal do inesquecível Ulysses Guimarães. Sua vida é exemplo de coragem cívica, retidão de caráter, honestidade e espírito público. Por isso, para nós do PMDB de Pernambuco, Jarbas é mais que uma liderança, é um símbolo da nossa identidade política.


Nosso partido, seguindo sua índole democrática, sempre procurou cultivar, ao longo do seu caminho, um tratamento respeitoso com as lideranças políticas do estado e manteve-se aberto a todos que o quisessem integrar e defender suas bandeiras.


Não aceitamos, no entanto, a atitude indigna, traiçoeira, torpe e repulsiva daqueles que querem entrar no partido para promoverem uma intervenção em sua direção estadual e em sua orientação política.


Não admitiremos, jamais, a destituição de Jarbas Vasconcelos da direção política do PMDB de Pernambuco. A biografia e a liderança de Jarbas, reserva moral da vida pública do país, será defendida por nós incondicionalmente.


Não permitiremos que usurpem a nossa história de mais de 50 anos de luta e de resistência.


Este diretório estadual foi eleito de maneira legítima e democrática. Dele, participam, sem distinção, todas as lideranças políticas que fazem o PMDB de Pernambuco, em todas as regiões do estado.


O senador Fernando Bezerra Coelho ainda tem tempo para aprender a lidar com gestos de grandeza, elegância e generosidade, como foi o de Jarbas ao admitir seu acolhimento no partido. Aprender também que a nossa história é de lealdade, não de traição. De coerência, não de oportunismo. De decência, não de incorreção.


Por todas essas razões, exigimos respeito! Declaramos nosso irrestrito apoio a Jarbas Vasconcelos. E manifestamos à opinião pública do estado nossa indignação e a disposição de lutar em todas as frentes para preservar a identidade, a história e o patrimônio político do PMDB de Pernambuco.


DIRETÓRIO ESTADUAL PMDB-PE

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Coluna - A Voz do IHAAGE

[A Voz do IHAAGE][twocolumns]

TV Escada News