Economia

[Economia][bsummary]

Escada

[Escada][bigposts]

Mata Sul

[Mata Sul][twocolumns]

Educação

[Educação][bsummary]

Pernambuco regista primeiro caso de transmissão comunitária do Coronavírus

Foto: Divulgação

Subiu, nesta terça-feira (17), para 19 o número de casos confirmados do novo coronavírus em Pernambuco. Na segunda-feira (16), a Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) havia confirmado 18 casos do Covid-19 no estado. O primeiro caso de transmissão comunitária no estado foi confirmado. Esse tipo de transmissão ocorre quando não é mais possível saber a origem da infecção por ter se alastrado aleatoriamente. Diante do novo cenário, o governo de Pernambuco não descarta ter que tomar medidas mais duras, como o isolamento compulsório.

O caso de transmissão comunitária é o de uma idosa de 63 anos, moradora do Recife, que viajou para o Rio Grande do Sul e apresentou sintomas quando voltou à capital pernambucana. Até então, só os estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais haviam registrado esse tipo de infecção. Casos suspeitos leves não serão mais testados nem notificados. "Só devem procurar o posto de saúde, policlínica ou UPA quem tenha sintomas de alertas ou características", disse o secretário estadual de Saúde, André Longo.

Os sintomas de alerta são falta de ar, dor no peito e febre por mais de 72 horas, mesmo com uso dos antitérmicos comuns. As orientações servem tanto para o serviço público de saúde quanto para o privado. "Não vamos testar pacientes assintomáticos mais, pacientes com sintomas leves. A história mostra isso. A busca desenfreada fez acabar os estoques de testes na rede privada", explicou Longo.

Noronha

A SES-PE anunciou, nesta terça, o registro do primeiro caso suspeito de Fernando de Norona. Por causa disso, a Agência Pernambucana de Vigilância Sanitária (Apevisa) recomendou o fechamento do Aeroporto de Fernando de Noronha a partir do dia 21 de março. "É uma medida importante do governador, que preserva a vida dos moradores de Fernando de Noronha", disse o administrador da ilha, Guilherme Rocha.

A partir da proibição, os voos serão restritos a apenas um por semana. Das duas empresas que operam no arquipélago, apenas a Azul Linhas Aéreas confirmou a adesão. A GOL ainda não respondeu ao governo de Pernambuco. "A chegada de turistas já vem diminuindo nos últimos dias. Entre a economia e a vida das pessoas, temos que optar pelas vidas", afirmou Rocha.

Na ilha, foram destacados dois leitos de isolamento no Hospital São Lucas, o único de Fernando de Noronha. Como já acontece em outros casos de saúde registrados no arquipélago, o salva-aéreo pode ser acionado.

Números

De acordo com o último balanço da Secretaria Estadual de Saúde sobre o novo coronavírus, Pernambuco notificou um total de 357 casos. Desses, 250 ainda estão sendo investigados, três são prováveis (de pessoa que teve contato próximo ou domiciliar com caso confirmado), 85 foram descartados e 19 foram confirmados.

Eventos

Após a Prefeitura do Recife proibir, na tarde desta terça, a realização de eventos públicos ou privados para mais de 50 pessoas, o governo do estado anunciou, à noite, que a medida será estendida para todo o território estadual. A autoridade sanitária também recomendou o fechamento de teatros, museus, cinemas e academias em todo o estado.

Viajantes


O governo de Pernambuco anunciou ainda que todos os passageiros e tripulantes que chegarem do exterior pelo Aeroporto Internacional do Recife/Guararapes-Gilberto Freyre deverão cumprir isolamento domiciliar, caso morem aqui, ou no hotel onde estão hospedados, se for turista. O descumprimento da medida pode causar sanções penais, de acordo com o artigo 268 do Código Penal, que prevê pena a quem "infringir determinação do poder público, destinada a impedir introdução ou propagação de doença contagiosa".

Navio

Sobre a retirada dos passageiros no navio Silver Shadow, que está no Porto do Recife desde o último dia 12, André Longo disse que esse é um processo de negociação que ainda não se encerrou. "É complexo e não há uma data definida. O estado está em tratativas com as representações consulares", pontuou.

Idosos

Sobre as pessoas com 60 anos ou mais, que fazem parte do grupo de risco da doença, o secretário de Saúde do estado afirmou que "o direito de ir e vir existe, mas contamos com a ajuda das famílias. É um momento que temos que tomar medidas duras, com impactos econômicos, mas a gente precisa fazer isso. Se a gente não se cuidar, poderá fazer com que a epidemia assuma uma curva que impeça o estado de reagir".

Fonte: Diário de Pernambuco

Nenhum comentário:

Postar um comentário

TV Escada News