Economia

[Economia][bsummary]

Escada

[Escada][bigposts]

Mata Sul

[Mata Sul][twocolumns]

Educação

[Educação][bsummary]

Pré-candidatos do baixo clero deverão ter dificuldades na montagem das chapas proporcionais em Escada

Fotos: Reprodução 

Os pré-candidatos a prefeitura de Escada nas eleições de outubro, terão pela frente um grande desafio na montagem de suas chapas proporcionais, a primeira delas é atrair os 20 nomes necessários para a composição, sendo no mínimo 6 deles mulheres para cumprir a legislação que obriga uma taxa mínima de 30% de gênero.

Além da composição para fechar a chapa, outro grande desafio é conseguir candidatos que tenha peso político na corrida pelo voto, isso se faz necessário porque no universo da política o que vale é o voto, e nas eleições proporcionais oque vale é alcançar o quociente eleitoral, que em Escada gira na casa dos 3 mil votos, para eleger o primeiro vereador do partido.

A grande questão é se esses pré-candidatos terão condições de captar esses nomes, já que os três principais nomes, Mary Gouveia (PL), Lailton Nogueira (PSDB), e Klaus Lima (PSB) parecem ser mais atraentes e oferecem melhores condições para aqueles que desejam se eleger.

O debate propositivo quando o maior interesse é se eleger nunca é levado em consideração, o pragmatismo político fica em primeiro lugar nessas arrumações, e como em Escada a tradição política sempre foi a água correr para o mar, não deverá ser diferente nas eleições que se aproximam.

Uma dificuldade geral para todos os pré-candidatos a prefeito, tem sido conseguir mulheres para serem candidatas a vereadoras, um desafio que obrigatoriamente tem que ser superado para que as candidaturas masculinas sejam homologadas.

Atualmente Escada conta com três mulheres ocupando espaço na Câmara Municipal, a projeção para as eleições de 2020, é que esse número permaneça ou diminua, pela ausência de nomes que se disponha a entrar na corrida eleitoral. Já nas candidaturas majoritárias duas mulheres estão e propondo a entrar na disputa, a ex-deputada Mary Gouveia e a advogada Piedade Buarque (PSD).

Dos sete pré-candidatos a prefeito de Escada, 4 devem ter bastante dificuldades na montagem da chapa proporcional pela ausência de estrutura política e de logística de campanha, por se tratarem de candidaturas de partidos isolados, sendo eles Jadson Caetano (Cidadania), Piedade Buarque (PSD), Zé Mauro Chaves (PSL), e Zé Alves (PROS) que é o pré-candidato que deverá ter menos problemas pela experiência nas disputas majoritárias em Escada, mas ainda assim não será tarefa fácil.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

TV Escada News