Economia

[Economia][bsummary]

Escada

[Escada][bigposts]

Mata Sul

[Mata Sul][twocolumns]

Educação

[Educação][bsummary]

Com aumento de mortes, Manaus faz enterros em valas coletivas

Vítimas do novo coronavírus são sepultadas em valas coletivas em Manaus. Foto: Divulgação


A cidade de Manaus (AM) começou nesta 3ª feira (21.abr.2020) a realizar enterros de vítimas da covid-19 em valas coletivas. Isso porque desde o início do surto do coronavírus na capital amazonense as mortes se multiplicaram em 4 vezes.

Antes da pandemia, Manaus tinha uma rotina de 30 enterros por dia. Atualmente, são cerca de 120 enterros diários. Só nesta 3ª feira (21.abr.2020), o Ministério da Saúde divulgou 110 novos casos da doença no Amazonas, totalizando 2.270 no Estado. Foram 8 novas mortes.

“Com o aumento na demanda do cemitério público, em consequência da covid-19, e devido aos consecutivos conflitos entre familiares e a imprensa, o acesso ao local está restrito às famílias que forem enterrar os seus entes queridos, na quantidade máxima de 5 pessoas”, disse a Secretaria Municipal de Comunicação.

“A medida visa a preservar a privacidade das famílias enlutadas e também considera o risco de propagação do novo coronavírus”, completou a Semcom.

Outro problema enfrentado por Manaus é a grande taxa de ocupação dos leitos de UTIs (Unidades de Terapia Intensiva). Estão praticamente superlotados, variando de 96% a 100% de ocupação. Há 879 pessoas internadas com diagnóstico ou suspeita do vírus, sendo 262 na UTI.

Fonte: Poder 360

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Coluna - A Voz do IHAAGE

[A Voz do IHAAGE][twocolumns]

TV Escada News