Economia

[Economia][bsummary]

Escada

[Escada][bigposts]

Mata Sul

[Mata Sul][twocolumns]

Educação

[Educação][bsummary]

Escada completa 147 anos de emancipação política, conheça um pouco da história

Foto: Reprodução 


O povoamento da região, que viria a ser futuramente o município de Escada, partiu de uma aldeia de índios das tribos Potiguaras, Tabujarés e Mariquitos (indeterminado, pois os arquivos que provam a existências dessas tribos foram perdidos na histórica cheia de setenta que a atingiu), fundada em época indeterminada, porém existentes em 1685, com a denominação de Aldeia de Nossa Senhora da Escada de Ipojuca.

O Governador da província de Pernambuco, João da Costa Souto Maior, escreveu uma carta ao sargento-mor, comandante da Aldeia, determinado-lhe que fizesse os índios abandonarem o mato para se recolherem aos ranchos de Aldeia, continuassem com as obras da igreja e cuidassem da lavoura, ao mesmo tempo o Governador dava várias instruções sobre o bom regime moral e vida cristã dos índios, e os padres da Madre de Deus tinham a incumbência de fornecer a direção espiritual dos índios, que erigiram logo aqueles padres um oratório no alto da colina ao redor da qual estendia-se o aldeiamento, para cuja subida executaram uma escala de degraus cavados na argila e que desta circunstância vem a denominação de Nossa Senhora da Escada dada à Padroeira do Oratório, cuja imagem foi encontrada pelos índios no leito do rio Ipojuca, apesar de ter ela a inovação de Nossa Senhora da Apresentação. Em 1757, segundo relata Sebastião Galvão, tendo em vista documentos vários, observa-se que a Aldeia já era Povoação.

Aumentando dia a dia a população vários. Aumentando dia a dia a população do povoado, não apenas de índios, mas de colonos que, para ali acorriam em busca de amanho de terras tão férteis. O nome "Escada" provém da capela erguida por missionários da Congregação do Oratório, vinda de Portugal para a catequese dos índios. Como a capela estava localizada no alto do terreno, foi construída uma escada para dar acesso a um "nicho" em louvor a Nossa Senhora d'Apresentação, que ficou conhecida como Nossa Senhora da Escada. O distrito de Escada foi criado pela Carta Régia de 27 de abril de 1786 e por Lei Municipal em 6 de março de 1893. A Lei Provincial nº 326, de 19 de abril de 1854, criou o município de Escada, com território desmembrado do município do Cabo de Santo Agostinho. A sede municipal foi elevada à cidade pela Lei Provincial nº 1.093, de 24 de maio de 1873. É formado pela Sede Administativa, distritos de Massuassu e Frexeiras.

Em Escada viveu Tobias Barreto, que, entre os anos de 1871-1881, publicara opúsculos em português e alemão, constituindo uma excêntrica e interessante atividade literária e intelectual na cidade.

Atualmente a cidade sobrevive economicamente do comércio local, da indústria, e da produção de cana-de-açucar. Nós últimos 20 anos o município sofreu uma grande modificação com o aumento da população que criou novas comunidades com a urbanização. 24 de maio é a data em que se celebra a emancipação política do município.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

TV Escada News